China vai abolir política de armazenamento de algodão e soja em 2014

Posted by admin
Categoria:

A China, principal comprador mundial de algodão bruto e de soja, vai suspender seu controverso programa de estocagem destas commodities neste ano e vai avaliar subsídios diretos aos agricultores, comunicou o governo em um documento sobre políticas.O anúncio, publicado na noite de domingo, é a primeira confirmação oficial de que a mudança virá em 2014, embora participantes do mercado sigam incertos sobre quais serão as consequências da medida, uma vez que o documento não fornece detalhes específicos de cronologia, estrutura ou sobre o tamanho dos subsídios.”O importante não é que eles estão subsidiando os agricultores, mas o volume que eles vão dar””, disse uma fonte do mercado que não quis ser identificada.A mudança havia sido amplamente antecipada após vários anos de estocagem não conseguirem estimular um aumento no cultivo de algodão e soja pelos agricultores, ao mesmo tempo pressionou os preços domésticos bem acima mercados internacionais, estimulando mais importações.Os preços globais do algodão , que subiram cerca de 12 por cento em 2013, podem ser pressionados pela mudança, uma vez que ela pode liberar no mercado mais algodão cultivado localmente, reduzindo a demanda chinesa pela commodity importada. A política chinesa de estocagem interna deve passar de 12 milhões de toneladas, ou 60 por cento dos estoques globais, no fim de julho.As compras de soja da China serão menos afetado pela medida, uma vez que a maior parte das esmagadoras em regiões costeiras já são em muito dependentes das importações.Pequim também disse que vai manter o armazenamento de colza, milho e açúcar, bem como vai continuar a oferecer um preço mínimo de compra para o trigo e arroz. Alguns participantes do setor esperavam mudanças em relação à estocagem de açúcar e colza.”

Deixe uma resposta